Colágeno Hidrolisado: o que é e para que serve?

Os diferentes tipos de colágeno proporcionam benefícios para ossos, articulações e pele

É muito provável que você já tenha ouvido que o colágeno é bom para os ossos e para manter a pele rejuvenecida e firme. E esses benefícios são reais, isso porque o termo colágeno refere-se a um grupo de proteína de origem animal que atua nos órgãos e nos tecidos de conexão do corpo1,2.



Formado por milhões de cadeias de aminoácidos, a principal função do colágeno é garantir elasticidade e resistência a tecidos conjuntivos, como por exemplo, cartilagem, tendões, ligamentos, pele, músculos, ossos, sendo fundamental até para os dentes e olhos1.



Confira a matéria completa abaixo e entenda mais sobre os tipos de colágeno, benefícios e quando a suplementação é necessária.



Quais são os tipos de colágeno?



Ao todo são aproximadamente 27 tipos3 de colágeno, que podem variar de estrutura a depender de sua formação química e função2. Alguns tipos de colágeno, caso por exemplo dos I, II, III, V e XI2, são formadores fibrila de colágeno, por isso suas características principais são a formação de fibras para sustentação dos ossos2.



Apesar dessa grande variedade, o corpo humano armazena em maior quantidade o tipo I, conhecido como colágeno nativo3. Sozinho, ele é responsável por quase 90% da produção da massa óssea e é o tipo encontrado em tendões, pele, ligamentos, córnea e outros tecidos conjuntivos2.



Mas é a partir do colágeno de origem animal que profissionais especializados e as indústrias fazem o processo de hidrólise (quebra do colágeno) e chegam a outras formas bastante conhecidas pela população: o colágeno parcialmente hidrolisado (gelatina) e o colágeno hidrolisado (tipo I)3.



Para que serve o colágeno hidrolisado?



Geralmente, quando as pessoas ouvem falar nos benefícios do colágeno, elas estão se referindo ao colágeno hidrolisado (tipo I), isso porque ele é o mais comercializado (na versão em pó) em farmácias.



Mas, outro ponto que colabora para a popularidade do colágeno hidrolisado é a indicação de suplementação em caso de desconfortos nas articulações, por exemplo, no caso da doença articular mais incidente na população brasileira: a osteoartrite, também chamada de artrose4.



A osteoartrite é uma doença que acontece devido o desgaste da cartilagem4, tecido que protege as articulações e é formado por colágeno. Enquanto a função do colágeno hidrolisado para as articulações é, justamente, fornecer estabilidade, flexibilidade e regeneração das cartilagens1, ajudando na manutenção das articulações2.



Neste caso, o colágeno hidrolisado tem a ação benéfica devido sua composição, pois possui alto nível de aminoácidos essenciais, caso do glicina e prolina1.



Além disso, atualmente, a indústria alimentar também inclui o colágeno comestível - em forma gelatinosa - em alguns alimentos para dar sustentação ou emulsificação à comida. Estudos indicam que ele aumenta a saciedade e ainda pode melhorar o trânsito intestinal1.



Outros benefícios relacionados ao colágeno1 incluem a melhora da a pele e mais funções do organismo, como:



  • proteção contra danos articulares;
  • melhora no tratamento da osteoporose;
  • prevenção do envelhecimento cutâneo;
  • proteção contra úlcera gástrica;
  • melhora da firmeza da pele;


Degradação do colágeno



Você já ouviu falar que depois de uma certa idade o corpo deixa de produzir determinados nutrientes ou para de cumprir algumas funções essenciais? Isso é verdade e o processo de absorção e produção do colágeno é afetado com o avançar da idade1.



Com o início da fase adulta, já é possível notar uma perda de colágeno1, por esse motivo muitos profissionais indicam que os cuidados com a pele comecem aos 25 anos, já que as células perdem a capacidade de regeneração5. Além disso, vale lembrar que a pele do rosto é constante exposta a agentes maléficos que colaboram para o aumento dos radicais livres.



Mas, os efeitos da degradação do colágeno também podem ser notados em outras partes do corpo, caso do joelho em pacientes com osteoartrite4.



Muitas pessoas tendem a pensar que as doenças reumáticas são problemas que aparecem apenas na terceira idade, devido a diminuição das funções do organismo, mas assim como existem agentes que prejudicam a pele, determinados hábitos, como a prática de exercícios físicos sem supervisão4, podem colaborar para a degradação as articulações, ossos e cartilagem.



Desse modo entende-se que as doenças reumáticas podem afetar qualquer pessoa, em qualquer etapa da vida.



Suplementação de colágeno



A função do suplementação é aumentar a ação do fibratos e a formação fibrilas de colágeno2, por isso a suplementação é uma opção segura e eficaz para repor essa proteína tão importante para o organismo.



Atualmente, os suplementos de colágeno hidrolisado podem ser achados em cápsulas ou em pó, facilitando o consumo com outros alimentos1, já que não altera o gosto do alimento. Nesta opção de uso, basta consumir um sachê por dia, em torno de 10g, misturado em 10ml do líquido de sua preferência6, como água, sucos e chás.



Porém, além da suplementação, vale investir em uma alimentação balanceada para garantir a ingestão adequadas de vitaminas e minerais importantes para o funcionamento  e manutenção do organismo7 como um todo.



Aqui, quando se trata da estrutura musculoesquelética, os alimentos mais importantes são aqueles com minerais como cálcio e vitamina D, que ajudam no fortalecimento de ossos e os músculos8. Além do ômega 3, presente sem peixes 9, e as proteínas de origem animal, já que servem de matéria prima para o colágeno e também são benéficas para os ossos10.



Referências:

1 - Silva, T.F. da; Penna, A.L.B. Colágeno: características químicas e propriedades funcionais. Revista do Instituto Adolfo Lutz, v. 71, n. 3, p. 530-539, 2012. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/122273.

2 - Gelse, K. Collagens—structure, function, and biosynthesis. Advanced Drug Delivery Reviews, 2003, 55(12), 1531–1546. doi:10.1016/j.addr.2003.08.002

3 - Prestes, R.C.; Golunski, S.M.; Toniazzo, G. Caracterização da fibra de colágeno, gelatina e colágeno hidrolisado. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, v.15, n.4, p.375-382, 2013. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Aniela_Kempka/publication/277692188_CARACTERIZACAO_DA_FIBRA_DE_COLAGENO_GELATINA_E_COLAGENO_HIDROLISADO/links/5c90f18ea6fdcc38175d0996/CARACTERIZACAO-DA-FIBRA-DE-COLAGENO-GELATINA-E-COLAGENO-HIDROLISADO.pdf. Acesso em 21 de julho de 2020.

4 - Sociedade Brasileira de Reumatologia. Osteoartrite (artrose). Disponível em: https://www.reumatologia.org.br/doencas-reumaticas/osteoartrite-artrose/. Acesso em 17 de julho de 2020.

5 - Gonzaga, M.C.; Daza Paravic, F.; Machado, C.A. Alterações histológicas dos tipos de colágeno após diferentes modalidades de tratamento para remodelamento dérmico: uma revisão bibliográfica. Surgical & Cosmetic Dermatology, vol. 7, núm. 4, 2015, pp. 285-291. Sociedade Brasileira de Dermatologia, Rio de Janeiro, Brasil. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/2655/265544156001.pdf. Acesso em 22 de julho de 2020.

6 - Porfírio, E.; Fanaro, G.B. Collagen supplementation as a complementary therapy for the prevention and treatment of osteoporosis and osteoarthritis: a systematic review. Revista brasileira de geriatria e gerontologia. vol.19, nº1, Jan./Feb. Rio de Janeiro, 2016https://doi.org/10.1590/1809-9823.2016.14145

7 - Associação Brasileira de Nutrologia. Nutrologia. Dispoível em: http://abran.org.br/nutrologia/. Acesso em 22 de julho de 2020.

8 - França, N.A.G; Martini, L.G. Cálcio. International Life Sciences Institute do Brasil Brasil. 2º edição - fevereiro, 2014. Disponível em: https://ilsi.org/brasil/wp-content/uploads/sites/9/2016/05/Fasci%CC%81culo-1-Seg-Edic%CC%A7a%CC%83o-Ca%CC%81lcio.pdf. Acesso em 22 de julho de 2020.

9 - Hill, C.L.; March, L.M.; Aitken, D.,. et al. Fish oil in knee osteoarthritis: a randomised clinical trial of low dose versus high dose. Disponível em: https://ard.bmj.com/content/75/1/23.short. Acesso em 22 de julho de 2020.

10 - Daneault, A.; Prawitt, J.; Soulé, V.F.; et al. Biological effect of hydrolyzed collagen on bone metabolism. Journal Critical Reviews in Food Science and Nutrition, Volume 57, 2017 - Issue 9. https://doi.org/10.1080/10408398.2015.1038377.

Produtos

Mobility OS-CAL D 1.000
Manutenção Óssea
Comprar:
Comprar Os-cal D 1000 na Drogaraia
Comprar Os-cal D 1000 na Drogasil
OS-CAL 500
Manutenção Óssea
Comprar:
Comprar OS-CAL 500 na Drogaraia
Comprar OS-CAL 500 na Drogasil
OS-CAL D 400
Manutenção Óssea
Comprar:
Comprar OS-CAL® D na Drogaraia
Comprar OS-CAL® D na Drogasil
Mobility OS-CAL CIT
Manutenção Óssea
Comprar:
Comprar OS-CAL® CIT na Drogaraia
Comprar OS-CAL® CIT na Drogasil
Mobility Artiflex
Nutrição Articular
Comprar:
Comprar Artiflex na Drogaraia
Comprar Artiflex na Drogasil